Publicado por: Thaís Fonseca | 16/11/2009

O Menino, a Guerra e a Bola

guerraIlustrações em carvão mostram angústia de garotinho num campo de batalha

A Segunda Guerra Mundial pode parecer um tema àspero para histórias infantis, mas se o leitor não se afugentar com a cara “séria” de “O Menino, a Guerra e a Bola”, pode encontrar um livro bem interessante. Não que ela tenha um gancho ou seja baseada em algo particularmente criativo ou fantástico. Ao contrário, é bem “pé no chão” e tenta narrar de maneira sensível a situação nada feliz de pessoas em tempos de guerra.

O garotinho do título faz parte de um grupo de exilados e, certo dia, faz uma travessia perigosa em busca da bola. Esta tem papel importante para o personagem, que a vê com um significado mais profundo que o de um simples brinquedo, e é peça chave para o momento mais tenso da narrativa. Na forma, a bola também tem destaque: a vogal “o” aparece vermelha em todas as palavras do texto, detalhe que não acrescenta muito à edição, na verdade.

Por outro lado, a mesma ideia é usada nas ilustrações em carvão, ou seja, a bola é a única a cor vibrante das páginas, tomadas por preto e branco. Neste ponto, faz toda diferença e realça os excelentes desenhos do francês Fred Bernard. Além das formas caprichadas e expressivas, os cenários e personagens podem mexer com a expectativa do leitor. As páginas em que o garotinho acaba, por alguns instantes, no meio de uma batalha, entre soldados rivais, é um exemplo. O leitor consegue imaginar a agonia do personagem num cenário tão sombrio e fica difícil não sentir ansiedade para saber qual será seu destino.

Coisas legais

– As ilustrações são excelentes e mostram tanto cenários amplos (no caso, campos de batalhas) e closes dos soldados. O personagem mais “claro” e expressivo é o garotinho.

Coisas chatas

– O leitor tem que ter em mente que o assunto é sério e o tom do livro o acompanha, ou seja, não se trata de um livro para rir ou ver bichinhos coloridos

O MENINO, A GUERRA E A BOLA
Autor: Jean-Baptiste Cabaud
Ilustrações: Fred Bernard
Tradução de Monica Stahel
Editora Martins Fontes
30 página

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: