Publicado por: Claudio Prandoni | 11/09/2009

“Lugar Nenhum”

lugarnenhum_capaDesconcerto e fantasia no primeiro romance de Neil Gaiman

Primeiro romance do aclamado roteirista Neil Gaiman, “Lugar Nenhum” é uma obra que dá ares contemporâneos a características típicas da literatura britânica infanto-juvenil, como humor non-sense e ácido e a criação de universos fantásticos divididos do mundo real por uma barreira extremamente sutil.

A história tem como protagonista Richard Mayhew, um escocês chato e sem graça, dono de um trabalho tão enfadonho quanto e uma noiva tão bonita que nem ele acredita que está com ela. A vida do rapaz vira de ponta cabeça quando decide ajudar na rua uma garota machucada e de roupas esfarrapadas, boa ação que o leva a ingressar na Londres-de-Baixo, uma sociedade suja que vive nos túneis subterrâneos da capital inglesa povoada por criaturas fantásticas e sombrias, como assassinos, monstros e até um anjo.

O que pode parecer uma aventura trivial se revela uma instigante e desconcertante jornada, já que Gaiman equilibra bem o uso de clichês com a própria subversão deles, conseguindo assim surpreender em vários momentos com cenas fortes. No mais, sobra a engenhosidade do autor em criar mundos empolgantes – por exemplo, levando ao pé da letra os nomes das estações de metrô de Londres e criar locações para elas, como Black Friar, que vira um mosteiro de monges malvados.

Coisas legais
– Universo criativo e fascinante

Coisas chatas
– Enredo confuso demais em algumas partes

LUGAR NENHUM
Autor:
Neil Gaiman
Conrad Editora
384 páginas

Desconcerto e fantasia no primeiro romance de Neil Gaiman

Primeiro romance do aclamado roteirista Neil Gaiman, “Lugar Nenhum” é
uma obra que dá ares contemporâneos a características típicas da
literatura britânica infanto-juvenil, como humor non-sense e ácido e a
criação de universos fantásticos divididos do mundo real por uma
barreira extremamente sutil.

A história tem como protagonista Richard Mayhew, um escocês chato e
sem graça, dono de um trabalho tão enfadonho quanto e uma noiva tão
bonita que nem ele acredita que está com ela. A vida do rapaz vira de
ponta cabeça quando decide ajudar na rua uma garota machucada e de
roupas esfarrapadas, boa ação que o leva a ingressar na
Londres-de-Baixo, uma sociedade suja que vive nos túneis subterrâneos
da capital inglesa povoada por criaturas fantásticas e sombrias, como
assassinos, monstros e até um anjo.

O que pode parecer uma aventura trivial se revela uma instigante e
desconcertante jornada, já que Gaiman equilibra bem o uso de clichês
com a própria subversão deles, conseguindo assim surpreender em vários
momentos com cenas fortes. No mais, sobra a engenhosidade do autor em
criar mundos empolgantes – por exemplo, levando ao pé da letra os
nomes das estações de metrô de Londres e criar locações para elas,
como Black Friar, que vira um mosteiro de monges malvados.

Coisas legais
– Universo criativo e fascinante

Coisas chatas
– Enredo confuso demais em algumas partes

LUGAR NENHUM
Autor: Neil Gaiman
Conrad Editora
384 páginas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: